14ª PSICOGRAFIA DA TATIANA MADJAROF BUSSAMRA - PORTAL ESPÍRITA E FILOSÓFICO SAUDADE E ADEUS
Saudade e Adeus - Tatiana Madjarof Bussamra - Página Inicial

 

 Saudade e Adeus

 

 

14ª Psicografia da Tatiana

 

 

TATINHA, AMOR DA MINHA VIDA. Festas, festas, festas...

Alegria de quem realiza para encontrar com a alegria de quem recebe.

Te ofereço alegria com a certeza de me encontrar feliz com a sua resposta de felicidade.

Mamãe Rosana, qual presente nos seria mais caro do que este carinho que vocês oferecem a mim e à tia Ivete¹?

Nos orgulhamos de vocês, e quero que a vovó Rosa esteja certa que, de alguma forma, estaremos ajudando a tia Mercedes, pois sabemos o quanto será difícil a ela sentir a ausência do tio Durvair, mas ela tem a proteção de Deus, e junto a ela já estão muitos com o cuidado de acalmá-la.

E aí mãe? E o Natal?

Deixei o Tommy com o vovô Paulo, e já vesti o cãozinho com a roupinha que o faz na condição do Papai Noel.

Muitas crianças já o pegaram e o beijaram, e ele, com aquele chapeuzinho e a roupinha aveludada, ficou um amor.

É um animal mostrando que podemos sim, fazer alguém sorrir, sentir pelo menos alguns momentos de felicidade.

Creio que dentro de toda criação exista algo de Papai Noel; não o homem do desperdício, da ficção obrigatória, mas alguém que represente a notícia de que Jesus está junto a nós.

Seria bom se o sentimento do Natal fosse algo que chamasse a todos para crerem que é possível amar e ser amado, desde que tenhamos em nós a certeza de sermos criaturas do mesmo Pai, que não nos distingue e não nos olha com discriminação. Um Criador que nos mostra a direção da luz e que ainda, infelizmente, não nos é fácil aceitar, pois o costume das trevas ainda é, para nós, notícia de facilidades.

Quem sabe, penso eu, a nossa dor possa ser uma claridade que nos permita a esperança e a segurança para nossos passos.

Não deixemos de orar, de fazer algo de nossa parte. Não deixemos de crer que um modesto cãozinho possa nos levar à seriedade em nossa caminhada, que nos permite perdoar, compreender, afagar aos que tramitam no tenebroso espaço da violência.

Que um dia as armas possam ser esquecidas, e que a compreensão possa ser lembrada para que assim nos vejamos em festa real, com a lembrança que justifica nosso ser do nascimento do Pastor de todas as ovelhas.

Mãe, sei que não posso concertar a mim mesma, pois de santidade pouco entendo, mas este nosso tempo me leva a pensar mais, com a vontade de realizar algo em benefício da paz.

Obrigada pelo seu encontro com aquelas crianças.

Agradeço ao papai Jorge pelos presentes que trarão luz aos olhos opacos de crianças que, às vezes, se tornam descrentes.

Agradeço a Deus, e a segurança de vocês.

Meus beijos mãe.

Beijos na vovó Rosa, na Lú, no Paulinho, na Mari e no tio Paulo.

A tia Silvinha, a tia Ivete e o vovô Paulo enviam abraços a todos.

Milhares de beijos no papai Jorge, no vovô Eduardo, na vovó Jacy, na tia Tânia e no tio Eduardo.

Beijos nos cães, nos gatos, nas flores.

Beijos nas estrelas, no sol, na lua.

Beijos em Deus, em Jesus, em Maria.

Beijos, beijos, beijos...

Festas, festas, festas...

Nossa alegria, não a dos homens, que passa... Mas a de Deus, que é eternamente em nós, basta-nos fazê-la crescer.

Feliz Natal a todos. Aos que me amam, aos que aprendem a me amar, cuidando para não encontrar comigo somente em meus erros.

Minhas lembranças ao pessoal de Tubarão, sem esquecer do meu abraço na Lydia.

Mãe, somos uma só, pois nosso amor se mistura.

            Tatiana Madjarof Bussamra.

MENSAGEM PSICOGRAFADA PELO MÉDIUM CELSO DE ALMEIDA AFONSO, EM REUNIÃO PÚBLICA, NA NOITE DO DIA 19/12/2008, NO CENTRO ESPÍRITA “AURÉLIO AGOSTINHO”, À AV. LUCAS BORGES, 61 – UBERABA – MG.

Esclarecimentos:

  • Rosana e Jorge — Pais;
  • Lú (Luciana) — Irmã;
  • Vovó Rosa — Avó materna;
  • Durvair — Tio materno, marido da tia Mercedes;
  • Paulinho — Primo (filho da Ivete);
  • Mari — Prima (filho da Ivete);
  • Tio Paulo — Tio materno;
  • Iuri — Primo (filho do tio Paulo);
  • Jacy e Eduardo — Avós paternos;
  • Tia Tania — Tia paterna;
  • Tio Eduardo — Tio paterno;
  • Lydia — Melhor amiga da Tati. A Tati se dirigia à casa de praia da Lydia, em Laguna – SC, para um almoço entre amigos, quando aconteceu o acidente;
  • Tubarão — Cidade que a Tati morava e estudava medicina, e onde tinha vários amigos;
  • Tia Silvinha — Tia materna, desencarnada em 04/05/1986, aos 19 anos, em acidente automobilístico na Via Anchieta;
  • Tia Ivete — Tia materna, desencarnada em 22/06/2005, aos 44 anos, em decorrência de um câncer;
  • Vovô Paulo — Avô materno, desencarnado em 12/05/1991, aos 57 anos, vítima de infarto;
  • Tia Mercedes — Tia materna, irmã da vovó Rosa, desencarnada em 11/12/2008 vítima de infarto fulminante;
  • Tommy — Cãozinho da raça Maltês, com 3 meses de vida, que a Tati ganhou do pai uma semana antes do acidente e que desencarnou com ela;

¹       A Tati se refere ao aniversário dela, em 21/12/08, e ao aniversário da tia Ivete, em 17/12/08.

OBS.: Essa mensagem foi psicografada em 70 páginas, e foi a maior psicografia recebida pelo médium Celso até hoje.

 
Tatiana Madjarof Bussamra
Nasceu em 21/12/1982 em São Paulo – SP
Desencarnou em 04/02/2006 em Capivari de Baixo – SC
 

Amigo leitor, se você gostou dessa psicografia, ajude a divulgá-la enviando para os seus amigos do twitter, facebook, orkut etc., pois sabemos que estas mensagens são um grande bálsamo para os corações saudosos de muitas mamães, que também devolveram seus amados filhos ao Plano Espiritual.

 

SIGA O SAUDADE E ADEUS NO TWITTER

Siga o Saudade e Adeus no Twitter

 

PARTICIPEM DA COMUNIDADE DA TATI NO ORKUTParticipem da Comunidade do Tati no Orkut

 
 
  Anterior

Retornar Para Psicografias

Próxima

 
 

 

 
 
 

 



Elaborado e Idealizado por Rosana Madjarof - Todos os Direitos Reservados - Política de Privacidade