DIA DAS MÃES DE ANJOS - PORTAL ESPÍRITA E FILOSÓFICO SAUDADE E ADEUS
Saudade e Adeus - Tatiana Madjarof Bussamra - Página Inicial

 

 Saudade e Adeus

 

Dia Das Mães de "Anjos"

 

   Hoje, não vou escrever em versos, nem vou escrever em trovas... Vou escrever em tom de prosa, e acalentar seu coração aflito, onde a saudade faz moradia e a dor da saudade silencia e chora.

Mais um ano se passou... Sem seu carinho, seu beijo, seu perfume, sem você.

Mais um dia das mães sem a presença da filha amada, do filho adorado, do marido dedicado, da esposa abnegada.

Como todos os anos, como todos os dias, tudo permanecerá exatamente igual, tudo será igual ao que era antes. Não vamos deixar que nada estrague nosso dia.

Dia das mães? Que dia é esse?

Ora! Todo dia é dia das mães.

Porque, então, nos prendermos a uma data cujo calendário marca, e que foi criada por homens que queriam apenas apologizar uma data que comemoramos todos os dias?

Não, minhas mães amigas, minhas amigas mães! Não vamos deixar que este dia nos traga lembranças que possam machucar nossos corações. Vamos comemorar sim, mas com alegria, com a certeza de que somos possuidoras de um dom natural e abençoado: o dom da maternidade!

Somos mães abnegadas, que sorrimos e choramos por nossos filhos e com nossos filhos, com os filhos que ainda estão conosco e com os filhos que devolvemos ao Pai.

Seja qual for a situação de nossos filhos, tenhamos a certeza que eles estarão conosco, pois vivem intrinsecamente em nossos corações de mães.

Tenho a certeza que qualquer uma de nós, mães, gostaríamos de ter nossos filhotes embaixo de nossas asas, para protegê-los de todos os males, mas nem tudo é como gostaríamos que fosse, então, só nos resta aceitar a vontade de nosso Pai Maior, e pedir a Ele que nunca nos afaste da nossa fé e de nossos filhos.

Mães! Somos a fortaleza do tempo e do vento, somos a calmaria dos mares e dos oceanos, somos a solidez das mais duras rochas, como as que ficam nas encostas, somos leoas, e ao mesmo tempo somos gaivotas, somos sementes de amor, germinando corações, somos canções trigueiras, somos verdadeiras guerreiras, somos vencedoras natas, pois nascemos pra brilhar, para amar e perdoar.

Mães! Vencemos tantas batalhas em nossa linda existência; vamos então lutar contra a dor que atormenta!

E para finalizar, digo em nome da razão: “Mãe é chama incandescente, mãe não tem raça nem cor, não tem hora nem lugar, mãe é noite e mãe é dia, mãe é pura energia, e se esse é seu dia, comemore com alegria!”.

Feliz Dia das Mães!

 

© Rosana Madjarof 2008 - Respeite os Direitos Autorais

 
Tatiana Madjarof Bussamra
Nasceu em 21/12/1982 em São Paulo – SP
Desencarnou em 04/02/2006 em Capivari de Baixo – SC
 
  Anterior

Retornar Para Poesias

Próxima

 
 

 

   

 

SIGA O SAUDADE E ADEUS NO TWITTER

Siga o Saudade e Adeus no Twitter

 
 

 

 

 

A caixa de comentários só poderá ser visualizada corretamente se você estiver usando os navegadores Mozilla Firefox ou Google Chrome.

 

 



Elaborado e Idealizado por Rosana Madjarof - Todos os Direitos Reservados - Política de Privacidade