AS DUAS FACES - MOMENTO ESPÍRITA - PORTAL ESPÍRITA E FILOSÓFICO SAUDADE E ADEUS
Saudade e Adeus - Tatiana Madjarof Bussamra - Página Inicial

 

 Saudade e Adeus

 

As Duas Faces

 

 

 Afirma-se que um famoso pintor do Renascimento, quando pintava um quadro sobre o Menino Jesus, após conceber e fazer os primeiros estudos, procurou uma criança que lhe servisse de modelo para a face do Mestre, na infância.

Procurou em muitos lugares até encontrar um pequenino sujo, que brincava nas ruas. O menino retratava no olhar e na face toda a pureza, bondade, beleza e ternura que se podia conceber.

Explicou-lhe o que desejava e, ante a autorização da família, levou-o para posar no seu atelier, retribuindo-lhe o trabalho com expressiva soma em moedas de ouro.

Anos depois, o artista desejou pintar outro quadro. Dessa vez iria retratar Judas. E saiu em busca de alguém que pudesse lhe oferecer o rosto do traidor.

Em mercados e praças públicas, tavernas e antros de costumes perniciosos por onde esteve à procura, não encontrou ninguém que se assemelhasse, em aparência, ao discípulo equivocado.

Já havia desanimado de procurar e pensava em desistir, quando, visitando uma taberna de má qualidade, se deparou com um delinqüente embriagado, em cujo olhar e semblante se encontravam os conflitos do traidor, conforme a concepção que dele fazia.

A barba endurecida, a cabeleira mal cuidada eram a moldura para o olhar inquieto, desconfiado, num rosto contorcido pelo desconforto íntimo, formando um conjunto de dor e revolta, insegurança e arrependimento ímpares.

Comovido com o fato, o artista convidou aquele homem para posar, ao que ele respondeu que só faria sob a condição de boa recompensa financeira.

O pintor começou a obra e percebeu, após algumas sessões, que a face congestionada daquele homem se modificava a cada dia, perdendo a agressividade e a perturbação.

Um dia resolveu perguntar ao modelo o porquê de tal transformação, ao que ele, um tanto melancólico, respondeu:

Posando nesta sala, recordo-me que há alguns anos, eu servi ao senhor de modelo para a face do Menino Jesus...

Eu sou aquele garoto em cujo rosto o senhor encontrou a paz e a beleza do justo traído...

O dinheiro que ganhei, em face da minha imaturidade, mais tarde pôs-me a perder e, de queda em queda, numa noite em que me embriaguei, por uma disputa insignificante matei outro homem.

Condenado num julgamento arbitrário, envenenei-me de ódio...

Agora, pisando neste lugar outra vez, recordo daquele tempo e retorno, emocionalmente, a ele, e me acalmo...

*   *   *

Paradoxalmente, o mesmo indivíduo ficou retratado na face de Jesus Menino e de Judas, em duas fases diferentes da mesma vida.

*   *   *

Muitos de nós, simbolicamente, temos os nossos dias de traído e de traidor.

Dias em que trazemos na face a expressão da bondade e da ternura. E dias em que somos o retrato vivo do desespero.

É nesses dias difíceis que devemos buscar, emocionalmente, a serenidade dos dias de luz e seguir em frente, com vontade de imprimir, de vez por todas, a face justa e bela do nosso modelo maior, que é Jesus Cristo.

 

Redação do Momento Espírita com base no cap. 28 do livro Seara do Bem,
 por Espíritos diversos, psicografia de Divaldo Pereira Franco, ed. Leal.
Em 07.12.2009.

 

   

 
  Anterior

Retornar Para Mensagens

Próxima

 
 

Digite Aqui o Que Você Procura

 

SIGA O SAUDADE E ADEUS NO TWITTER

Siga o Saudade e Adeus no Twitter

 
 

 

 

A caixa de comentários do IntenseDebate só poderá ser visualizada corretamente se você estiver usando os navegadores Firefox Mozilla ou Google Chrome.

 

Suelen - Blog da Loira - 03/04/2010 - 19:00 h.

Como diz o nosso amigo Lison, seu post é fantástico!

Realmente, têm dias que somos movida por ódio, raiva, sei lá..., mas na maioria das vezes somos bondosos e calmos. O pintor acabou pegando a mesma pessoas duas vezes. A mensagem foi linda, e o que a vida às vezes não faz a um ser humano...

Beijão Ro.


Luísa - Artes e Manhas - 03/04/2010 - 19:22 h.

Rosana,
Tive que ouvir a mensagem, não consegui lê-la.
Linda e emocionante esta mensagem. Eu já conhecia a história, mas ouvida é muito mais bela. Há que não esquecer as rosas, mesmo nos momentos da dor causada pelos espinhos.
Beijinhos.
Luísa.


Lison - LisonOnline - 03/04/2010 - 20:25 h.

Que Post Fantástico!
AMIGA ROSANA, mais uma mensagem belíssima, emocionante repleta de profunda sabedoria... O universo de coisas que nos vem à mente são as dezenas, desde os perigos que se encontra no uso indevido do metal afora tantas outras que nos sopram a face diariamente. A reflexão de cada passo adiante precisa ser muito bem estudada, sob pena de nos esborrachar nos abismos que nos esperam.
Parabéns por mais uma linda mensagem!
Parabéns pelo lindo post!
Abraços fraternos,
LISON.


Thatiane - Mensagens, Reflexões, Ilusões - 04/04/2010 - 06:39 h.

Linda mensagem Rosana!
Mostra que podemos mudar para o bem ou para o mal com o passar dos anos...
Temos o livre arbítrio para escolher qual caminho seguir...

Deus abençoe.

Beijosss...


Príncipe Encantado - Mensagem Para Nós Dois - 05/04/2010 - 08:51 h.

Graças a Deus tenho ouvidos para ouvir tão linda mensagem.
Abraços forte.



Elaborado e Idealizado por Rosana Madjarof - Todos os Direitos Reservados - Política de Privacidade