A TECNOLOGIA - MOMENTO ESPÍRITA - PORTAL ESPÍRITA E FILOSÓFICO SAUDADE E ADEUS
Saudade e Adeus - Tatiana Madjarof Bussamra - Página Inicial

 

 Saudade e Adeus

 

A Tecnologia

 

 
 

 Desde o final do século XIX, houve um grande avanço tecnológico. Isso ninguém pode contestar.

O homem venceu os espaços e chegou à lua.

Construiu máquinas capazes de reduzir as distâncias entre os continentes, entre as nações.

Descobriu a cura de enfermidades até então tidas como incuráveis. Conseguiu erradicar da face da Terra doenças que dizimavam vidas.

Mas, embora todo o progresso tecnológico conseguido, o homem não logrou sequer, minimizar a saudade, preencher a solidão, acalmar a ansiedade, evitar a dor, a doença e a morte.

Conquanto a Humanidade avance a passos largos na conquista de melhores condições de vida, de descobertas científicas, de aperfeiçoamento na produção de alimentos, de vestuário, e de outras tantas conquistas, não consegue deter a onda de violência que apavora os seres.

Não consegue erradicar o preconceito do coração do homem, a revolta dos povos vencidos, as catástrofes de toda ordem que assolam as nações.

É de nos perguntarmos por quê?

Por que tanta miséria moral com tantas conquistas intelectuais?

A resposta é simples. Os benfeitores da Humanidade respondem com clareza em O livro dos Espíritos que o progresso intelectual engendra o progresso moral, mas que o moral nem sempre o segue imediatamente.

É preciso que os povos se tornem civilizados, e não apenas povos esclarecidos.

Na busca desenfreada de melhores condições de vida, no campo material, o homem esqueceu de voltar a sua atenção para ele mesmo, enquanto figura principal dessa engenharia toda.

São importantes as conquistas intelectuais, porque as morais devem vir depois.

Homens intelectualmente desenvolvidos podem melhor compreender o bem e o mal e optar pelo bem.

Basta que uma virtude brote no coração do homem: a piedade, que é o embrião da caridade. Quando o homem se detiver diante do sofrimento alheio e lutar por solucioná-lo, então descobrirá naturalmente o caminho que o conduzirá à felicidade.

Esta é a orientação espírita. Só lograremos a nossa própria felicidade, fomentando a felicidade do próximo.

Se somos todos irmãos, não podemos admitir que sejamos felizes, vendo os demais padecendo fome e frio, sem possibilidades de educação, de crescimento, de um lugar ao sol.

Numa sociedade verdadeiramente civilizada nada faltará a ninguém, todos terão pelo menos o necessário para viver.

*   *   *

A inteligência é poderoso instrumento para fomentar o progresso da Humanidade. Deus anseia que as pessoas inteligentes usem a sua inteligência para o bem de todos e não para esmagar os mais fracos.

No entanto, por mais inteligente que seja o homem da Terra, seu saber tem limites muito estreitos e restritos ao nosso planeta.

Por esse motivo ninguém tem o direito de envaidecer-se pela inteligência, pois a Terra representa um grão de areia diante do Universo infinito.

 

Redação do Momento Espírita.
Disponível no CD Momento Espírita, v. 1, ed. Fep.
Em 11.01.2010.

 

   

 
  Anterior Retornar Para Mensagens

Próxima

 
 

Digite Aqui o Que Você Procura

 

SIGA O SAUDADE E ADEUS NO TWITTER

Siga o Saudade e Adeus no Twitter

 
 

 

 

A caixa de comentários do IntenseDebate só poderá ser visualizada corretamente se você estiver usando os navegadores Firefox Mozilla ou Google Chrome.

 

Fernandez - Orsty - 26/03/2010 - 20:48 h.

Olá amiga Rosana!
Um texto interessante. Não há evolução tecnológica no mundo que torne o ser humano mais evoluído espiritualmente. Isto depende do próprio ser humano individualmente.
Beijo no coração,

Fernandez.


Luísa - Artes e Manhas - 26/03/2010 - 22:37 h.

Rosana,

Eu penso que esse seria o estado ideal para a humanidade: a tecnologia aliada à solidariedade. No entanto, sem querer ser pessimista, parece-me que os homens ainda vão demorar muitos e muitos anos a compreender isso.

Beijinhos.
Luísa.


Lilian Candello Salvadori - Blog da Vovó Lili - 27/03/2010 - 00:48 h.

Olá querida amiga Rosana,

Parabéns por mais um texto maravilhoso que nos apresenta.

A tecnologia alavanca o progresso, mas se o homem não se humanizar, ser solidário e amar ao próximo, como Jesus ensinou: "ama a teu próximo como a ti mesmo" ele não saberá distinguir o bem do mal, não terá piedade nem compaixão em seu coração, e continuará à mercê da violência, das desgraças e não descobrirá o caminho que o conduzirá à felicidade.

Beijo no seu coração.
Carinhoso e fraterno abraço,
Lilian.


Lison - LisonOnline - 29/03/2010 - 01:18 h.

Que Post Fascinante!
AMIGA ROSANA.
Faz tempo que eu me coloquei no meu cantinho e assim penso ser melhor para mim. Procuro levar uma simples vida e de eterno aprendizado, e depois de nada adiante se arvorar a conhecer de tudo um pouco que é impossível, e depois não terei tantas opções em ajudar alguém. O risco de virar uma balburdia é maior. Alimento somente sonhos de um dia o homem caminhar lado a lado com as ciências, mas pautado em deveres e direitos e nada de usar conhecimentos para prejudicar o próximo. O bom é estar de bem consigo e com todos os nossos irmãos.
Parabéns por mais um excelente post!
Abraços fraternos,
LISON.



Elaborado e Idealizado por Rosana Madjarof - Todos os Direitos Reservados - Política de Privacidade