IRISH WOLFHOUND - O MAIOR CÃO DO MUNDO - PORTAL ESPÍRITA E FILOSÓFICO SAUDADE E ADEUS
RETORNAR À PÁGINA INICIAL

Conheça o Irish Wolfhound - O Maior Cão do Mundo

 
Eu e Dustin na TV Gazeta

   Ele é enorme, de elevada estatura e dotado de excepcional força muscular. Não, não se trata do Rambo! Estamos falando do Irish Wolfhound, o grandão do mundo canino.

Um animal de grande porte corre velozmente pelos campos da Irlanda. Com a imponência de um galgo e a precisão de um exímio caçador, abate a presa perseguida - um alce gigante. Sua majestade, o Rei, e seus companheiros de caçada vão ao encontro do brilhante herói, que os aguarda ansiosamente com o troféu entre os dentes. Esse caçador vitorioso não é ninguém mais, senão o Irish Wolfhound.

Irish Wolfhound

O Wolfhound Irlandês que hoje conhecemos se enquadra perfeitamente com as gravuras da vida feudal na Idade Média. Mas por trás dessa aparência forte e grande bate um coração gentil.

Uma aura antiga e romântica envolve a origem desse grande Hound na Inglaterra. Já Arriano, no século II, mencionava ágeis Hounds que foram levados para a Grécia, durante a invasão dos celtas, que saquearam Delfos em 273 a.C. Como prova disto temos algumas estátuas, jóias e pinturas, posteriormente recuperadas.

 
Nossos Cães - Canil

A raça já era bem conhecida em Roma. Mas o primeiro registro autêntico data de 391, quando o cônsul romano Quintus Aurelius Symmachus o menciona numa carta escrita a seu irmão Flávio, agradecendo-lhe o presente de sete Wolfhounds Irlandeses "que maravilharam toda Roma".

A literatura antiga da Irlanda faz muitas referências a esses cães enormes, e as leis antigas demonstram como eram estimados. Eram os mais valiosos cães de caça dos primeiros séculos, famosos por suas façanhas e sabedoria.

Nossos Cães em Casa

Em 1596 o grande poeta espanhol Lope de Vega escreveu um soneto sobre Wolfhound Irlandês. Em 1790 Bewick dizia: "O Greyhound Irlandês é o maior entre as espécies caninas, e sua aparência é a mais bonita. Tem aproximadamente três pés de altura e é semelhante ao Greyhound, mas muito forte. Seu aspecto é meigo, sua disposição agradável, e sua força é tão grande que num combate com Mastiffs ou Bulldogs a eles se iguala. Geralmente pega seus adversários pelo dorso e os sacode até a morte, o que sua enorme força lhe permite fazer".

Esses poderosos cães eram utilizados não só na caçada ao lobo irlandês, mas também ao gigantesco alce.

Nossos Irishs Correndo

Contudo, com o desaparecimento dos lobos e alces e por causa das excessivas exportações, a raça quase se tornou extinta. Coube então ao capitão G.A. Graham, oficial escocês no exército britânico, reunir alguns exemplares remanescentes e, graças a criteriosos acasalamentos outcrossing, reabilitar a raça. Começou tal trabalho em 1862 e levou 20 anos até atingir seu ideal: em 1885 o padrão foi fixado sob sua supervisão.

A disposição do Irish Wolfhound para o esporte não pode ser questionada. No continente europeu é utilizado em vários tipos de caçadas, como na caça ao javali selvagem. No Quênia já chegou a ser utilizado em caçadas a leões. Nos Estados Unidos é muito usado para perseguir e matar coiotes ou mesmo lobos.

Contudo, hoje em dia é pouco utilizado neste tipo de trabalho. Mas nem por isso deixa de ser um cão de caça e assim deve ser acasalado, considerando-se as exigências do padrão.

 

 

Veja o vídeo abaixo, com uma máteria que eu fiz com o Irish Wolfhound Dustin e a minha Maltês Nick para o Programa da Olga Bongiovanni.
 
 
 
  Anterior

Retornar Para Animais

Próximo

 
 

   

 

SIGA O SAUDADE E ADEUS NO TWITTER

Siga o Saudade e Adeus no Twitter

 
 

 

 

 

 

 





Elaborado e Idealizado por Rosana Madjarof - Todos os Direitos Reservados - Política de Privacidade