IVETE AP. MADJAROF - GUERREIRA! - EXEMPLO DE VIDA! - SAUDADE E ADEUS
Saudade e Adeus - Tatiana Madjarof Bussamra - Página Inicial

 

 Saudade e Adeus

 

Ivete Ap. Madjarof - Guerreira! Exemplo de Vida!

 
 

IVETE AP. MADJAROF - GUERREIRA! EXEMPLO DE VIDA! Minha irmã Ivete estava com câncer no colo do útero. Um tipo de câncer raro, gerando muitas metástases, inclusive nos ossos. Ela sofria dores terríveis, e chegava a tomar mais de 300 mg. de morfina ao dia, e mesmo assim, as dores não diminuíam. Mas ela sempre tinha um sorriso nos lábios, e nunca reclamava ou se queixava de dores, apenas dizia que tinhas umas "dorzinhas"...

A Ivete foi uma verdadeira guerreira, pois mesmo sabendo que sua vida estava por um fio, não perdeu a sua fé. No dia 01 de junho de 2005, ela pediu para seu filho, o Paulinho, fazer uma filmagem dela, pois ela queria deixar registrado alguns momentos, e 21 dias após essa gravação, exatamente no dia 22/06/2005 ela desencarnou.

Para quem reclama da vida, e acha que tudo dá errado, que nada está certo, não deixem de assistir esse vídeo, pois eu tenho certeza que a sua vida vai mudar depois de ver o belíssimo depoimento deixado pela minha irmã Ivete.

Editei o vídeo com legendas, pois sua voz estava muito fraca, e com a falta de movimento da língua, a Ivete já não articulava bem as palavras.

Amigos! Vivam a vida em toda a sua plenitude, pois como bem diz minha irmã no vídeo: A vida é bela, bela...

A Ivete agradecia a Deus por ter enviado essa doença, pois foi a forma que Ele encontrou de fazê-la evoluir espiritualmente, e dar mais valor às coisas que tinha dentro do seio familiar, mas nunca se apercebeu disso.

Não reclamem, lutem!

Espero que esse vídeo possa ajudar a melhorar a vida de muitas pessoas, mesmo com toda a emoção que ele transmite, pois é impossível conter as lágrimas ao assistirem essa filmagem.

 
 

 
 

 
  Anterior Retornar Para Homenagens

Próxima

 
 

Digite Aqui o Que Você Procura

 

 

SIGA O SAUDADE E ADEUS NO TWITTER

Siga o Saudade e Adeus no Twitter

 
 

 

 

 

 

Luísa - Artes e Manhas - 13/02/2010 - 21:45 h.

Rosana,

Essa é uma doença perversa. Raros são os seres que lhe fizeram frente e sobreviveram. Ela não dá oportunidade nem que a contrariem e para isso aniquila a vontade. A tua irmã foi uma mulher muito corajosa.

O vídeo é emocionante demais.

Beijinhos.
Luísa.


Sereníssima - A Voz da Poesia - 13/02/2010 - 22:37 h.

Rosana!
Emocionada, sem palavras.
Não tem muito mesmo o que falar, é ver e tirar as lições, e aprender com quem veio para ensinar.
Seu trabalho aqui vai ajudar muita gente. Que Deus continue iluminando seus passos.
Abraço carinhoso,
Serenissima.


Claudine Netto - De Tudo Um Pouco - 13/02/2010 - 23:04 h.

Amiga Rosana, sua irmã deve ter sido uma mulher incrível aqui na terra, pois onde ela está tenho certeza que está fazendo a diferença e ajudando muitos que precisam. Este vídeo me emocionou muito, ela dá um exemplo enorme de sabedoria. Só em fazer este vídeo e sentindo estas dores que são insuportáveis mostra a grande mulher que foi e que agora está livre de todas estas dores e sofrimentos.

Beijão.


Sissym - Masquerade - 13/02/2010 - 23:17 h.

Rosana,

Eu me lembrei de você comentando sobre sua irmã e este vídeo. É emocionante.

Eu sei sim que tem tantas situações neste mundo que são tão graves e sem possibilidades de mudanças. Como a doença que se sabe que o destino é a partida.

Eu me lembrei agora, nem sei por que, do Antonio Regly e a coragem de agüentar tanta dor por causa das operações em sua coluna. Lembro agora também da música Offer que mostra comparações do que temos de bom e mesmo assim reclamamos x os que realmente nada tem e sofrem diariamente.

Eu considero você, minha amiga, uma mulher incrível, corajosa, vitoriosa, que tenta passar mensagens positivas a todos, até a mim, quando na verdade superou perdas significativas.

Que Deus lhe abençoe sempre.


Madresgate - Poesias e Fatos - 13/02/2010 - 23:51 h.

Ola "Menina"

Bela homenagem.
Desculpe-me se não encontro palavras para comentar este post.
Lembranças interrompem o raciocínio e as palavras não se produzem.
Parabéns pela linda homenagem a Ivete.
Um forte abraço,
Mad.


Leh ou Helena - Vidassemvoltas... Vindas e Voltas - 14/02/2010 - 15:12 h.

Rosana,

Impossível não se emocionar!

É pelo amor ou pela dor passamos a ter outros valores, como a riqueza da alma, bondade, amor...

Ivete está com Deus, está com tudo.

Que ela sirva de exemplo!

Que Deus sempre lhe abençoe,com todas as riquezas que compartilha conosco, querida amiga!

Beijos no coração.


Claudine Netto - De Tudo Um Pouco - 14/02/2010 - 15:26 h.

Amiga Rosana, tem pessoas que vem a este mundo para nos ensinar e dar uma lição de vida, sua irmã foi uma destas, pois com esta doença ela nos deixou suas palavras de amor a vida neste plano. A purificação do corpo e do espírito foi muito grande, não gostamos de ver o sofrimento de ninguém, principalmente de um ente muito querido, mas devemos ter o consolo de que o que ela passou foi para sua elevação espiritual. Nós temos muitas vidas e não sabemos o nosso comportamento e o que fizemos, por isso uns tem mais sofrimentos que os outros, as doenças são a maior purificação que DEUS nos dá para quando chegar a nossa hora já termos purificados pelo menos a metade de nossas dívidas. Este vídeo que sua irmã Ivete fez, foi com um propósito DELE para ser repassado e muitas pessoas assistirem para darmos valor a esta vida e deixarmos, como Ivete fala, as picuinhas, agruras, vivermos com amor no coração para com tudo em nossas vidas. Tudo na vida tem um propósito e tenha a certeza de que com este vídeo sua irmã fez a parte dela muito bem feita.
Que DEUS a abençoe e muito obrigado por ter compartilhado conosco este lindo vídeo.


Bjão.


João Batista da Cunha - Poesias do João Poeta - 14/02/2010 - 17:30 h.

Rosana, me emocionei muito com esse vídeo. Fiquei muito comovido, principalmente quando o filho da Ivete se aproxima dela. Uma cena divina, indescritível...

Digitei o depoimento para quem não tem paciência de esperar o vídeo carregar e, aprendi muito. Muito mesmo.
Obrigado por partilhar esse ensinamentos sublimes conosco, leitores.

Saudade e Adeus

Eu vim pra dar um recadinho pra vocês. Não to podendo falar muito direito. Eu to cuspindo, mas tudo bem eu vou tentar... Olha! As coisas não ta nada fácil, viu? Pra falar a verdade ta tudo meio difícil... To com a barriga inchada... Umas "dorzinhas"... Falando meio torto... Riscada igual uma palhaça... Mas eu vou dançar... P... barrigão meu! Nossa! To feia pra caramba, né? Eu era tão bonitinha! Tinha uma barriguinha... Eu tinha uma voz que falava... Eu tinha uma boca que comia muitooo... Aiii... agora eu to so o pó... Só o bagaço, mas não tem problema... Ahhhh... mas eu quero que todo mundo saiba que a vida é bela, bela... Não se prendam a coisas pequenas... Não vivem de picuinhas... Mas, eu aprendi muita coisa, sabe! Com essa doença eu aprendi muita coisa... Tem coisa que a gente acha tão importante, e não tem valor nenhum... O que tem valor mesmo é a vida da gente e o bem que a gente faz. E a alegria que a gente causa pras pessoas. E se dar bem com todo mundo. Vai me dar o microfone? Então... É isso aí... Às vezes a gente tem que levar um tombo muito grande pra aprender... Pra dar valor... Ah, meu Deus! Se eu pudesse voltar a minha vida... Se eu pudesse recomeçar... Ah! Teria sido tudo tão diferente, tão diferente... Mas não adianta chorar o leite derramado... Veja bem... A gente fica tão preocupado com coisas tão pequeninas, né? E olha eu agora? Feia... falando torto... com a boca torta... E falando... Sem ter vergonha... Porque isso não é o mais importante... Pra mim, o importante agora é sarar... É ver o que as pessoas têm por dentro... Não por fora... Inclusive eu... Não vamos nos importar com a aparência, não! Claro que a gente tem que se arrumar, ficar até bonita... Mas, esquentar a cabeça com essas coisas, não! Não! Bom, eu acho que já disse tudo... Ah! Mais uma coisas... antes eu tinha vergonha de me filmar, mesmo quando eu me arrumava, tudo... Eu fugia das câmeras... E agora? To falando assim a vontade, toda feia, toda torta... Mas, pelo menos, aqui dentro ta mais bonito... Entendeu? (.....!) Te amo. Cansei! Ah, Senhor, cansei muito... Oh, to só o pó... Só o pó da bagaça... Deus! Olha pra mim! Me cura! Me cura! Nossa Senhora Aparecida! Eu quero mais uma oportunidade. Eu quero ser feliz! Não dá nem pra beijar meu filho... Oh, os irmão da igreja vieram orar, hoje dia 01 de junho 05... (Dia 22/jun/05, a Ivete morreu). E eu pedi pra Deus curar a minha língua... Quem sabe Deus ouve... Olha o meu "galo", oh!
Tchau, eu amo vocês minha família!

Um abraço.
João.


Lilian Candello Salvadori - Blog da Vovó Lili - 14/02/2010 - 22:45 h.

Olá querida amiga Rosana,

Esse vídeo é emocionante. Não há como não chorar e sentir o sofrimento que Ivete suportou com a doença.

O câncer é uma doença que avassala a vida da pessoa que a contrai, pois sabemos que, mesmo sendo forte, tendo fé em Deus e pedir-lhe a cura, a doença se espalha e difícil vencê-la. Poucos casos e conforme o tipo e local do CA é totalmente curável. E, mesmo assim, o emocional da pessoa é derrotado pelo estigma da doença em si.

Sua irmã demonstrou ser muito corajosa e deixou uma lição de vida para que nunca esmoreçamos.

Você, Rosana, é uma mulher incomparável e que trabalha arduamente para ajudar outras pessoas a suportarem os revezes da vida.

Parabéns pelo post e homenagem à sua irmã. Que lindo exemplo ela nos deu.

Fique com as bênçãos de Deus.
Carinhoso e fraterno abraço,

Lilian.


Joana - Artes da Fadinha - 15/02/2010 - 17:40 h.

Rosana, minha amiga.

Que comovente, não pude conter uma lágrima...

Sua irmã deveria ter sido uma pessoa extraordinária, com muita força e com coração generoso.
Terá a sua recompensa no céu!
É mais um anjo que você ganhou, minha querida.

Parabéns pelo post!

Beijinhos.
Joana.


Joicinha - Sou Uma Longa Frase - 16/02/2010 - 02:17 h.

Rosana,

Estou sem palavras para comentar, não pude deixar de lembrar da minha mãe, dos momentos que passamos. Essa doença trás muitas tristezas, mas por outro lado, muitos ensinamentos. Lembro de minha mãe na cama, usando fralda e assim mesmo rindo e dizendo a todos: "Eu estou ótima".
A cada instante era um adeus, mas ela aceitou e sabia que aquele era apenas um processo que ela teria que passar. Tanto que quando desencarnou estava com um semblante sereno e tranqüilo.

Minha mãe, sua irmã e outros mais que também se foram por essa doença com certeza aprenderam muito e continuam lá no plano espiritual seguindo a sua evolução.

Bjs. querida.

Joicinha.


Ricardo Vieira Guedes - 16/02/2010 - 18:42 h.

Queria dizer que me comoveu muito a historia de sua filha Tati.
É incrível, pois eu escutei o programa que saudade de você neste dia. Minha mãe ouve este programa até hoje, por influência de sua mãe, também.
Minha tia também teve o mesmo problema que sua irmã.
Por coincidência ela também desencarnou em 2006 no mês de maio, no mesmo mês que minha avó desencarnou, só que ela no ano de 2000.
Minha tia ela também era espírita e se conformava com seu estado. Viveu com muita dor, e ela tomava a mesma quantidade de morfina.
Fazia seu tratamento no IBCC na Mooca, graças ao amigo de meu tio que era diretor do hospital São Camilo no Ipiranga.
Até hoje sinto muito a falta dela.
Sonho com ela às vezes me orientando nesta vida.
Como faço aniversário no mês de abril, no ano de 2006, ela me deu um abraço forte, tão forte, que ficou gravado em mim, e ela disse ainda: “Filho, a tia não comprou nenhum presente este ano pra você, por causa da minha condição, mas eu pedi para que você viesse em casa pra te dar este abraço e dizer que eu não esqueci e não vou esquecer o seu aniversario”.
Ela estava muito doente e não podia se locomover direito. Ela mesma gostava de sair, comprar e entregar as lembranças.
A sua morte me arrasou a mim, as minhas irmãs, e a toda família.
Foi uma guerreira.
Seu abraço, até hoje eu sinto.
Quero dizer que as cartas que sua filha lhe envia me deixam comovido, pois sei que a vida continua após a morte.
Tenho outra tia que é espírita e tem mediunidade como minha mãe, só que minha mãe tem medo de desenvolver.
Quero que Deus a abençoe e a ilumine para que possa passar pelas provações desta vida.
E que Deus dê muita luz para sua filha que está na eternidade.
Abraços.

Ricardo.


Márcia Sousa - 15/03/2010 - 21:26 h.

Lindo demais o que ela falou, e tudo verdade. A gente tem que dar valor na vida, e não reclamar e reclamar. A partir de agora vou parar de reclamar de certas coisa que vivo reclamando, e dar mais valor nas coisas que às vezes eu não dava valor. Vou contar algumas coisas que eu não dei valor e hoje eu sinto uma falta tão grande, que se eu pudesse voltar atrás faria melhor, por exemplo, eu não moro mais aí no Brasil, eu fui passear aí com meu marido, e a minha mãe fazia a comida e me chamava pra comer, e eu dizia: Ah, mãe! Eu vou sair com o Miguel pra comer fora..., e deixava a comidinha dela ali, prontinha, e ia comer fora. Eu fiz isso um monte de vezes. Hoje, eu aqui, já com mais de dois anos sem ver minha mãe, com uma saudade dela, de abraçá-la, da comida dela... Às vezes eu penso porque eu fiz aquilo, podia ter comido pelo menos um pouquinho. Às vezes meus parentes chegavam e eu nem ia lá para vê-los. Ficava dentro do quarto e nem saía pra vê-los e se me chamassem eu ficava brava, mas hoje me arrependo tanto! Mas eu, graças a Deus, posso fazer de novo tudo bem. Se eu for no Brasil, vou abraçar minha mãe e dizer á ela: Mãe Eu Te Amo Demais! Me emocionei demais com esse vídeo. Lindas palavras, linda Ela, uma verdadeira Guerreira.

Muita luz, muita paz pra ela.


Cinthya Viviane Campos de Paiva - 06/04/2010 - 12:21 h.

Ivete, com certeza a partir de hoje, depois de ver o seu depoimento emocionante eu viverei com mais intensidade...
Beijarei mais a minha filha, o meu marido e amarei muito mais a minha vida, que apesar das minhas poucas insatisfações, sei que ela é maravilhosa. Obrigada à família por nos oferecer e compartilhar conosco tamanha lição de vida.


Márcia Prado - 28/04/2010 - 07:00 h.

Já vi diversas vezes e não me canso. Gostaria de ter conhecido a Ivete.


Glauber Santana - 13/07/2010 - 19:32 h.

Eu, num momento tão difícil da minha vida, poder escutar esta mensagem foi tudo para mim.  Realmente a vida é bela, e pessoas como ela merecem todas as homenagens do mundo. Me emocionei como nunca tinha me emocionado. Obrigado por esta bela mensagem que você deixou.



Elaborado e Idealizado por Rosana Madjarof - Todos os Direitos Reservados - Política de Privacidade