DINHEIRO E AMOR - CHICO XAVIER - PORTAL ESPÍRITA E FILOSÓFICO SAUDADE E ADEUS
Saudade e Adeus - Tatiana Madjarof Bussamra - Página Inicial

 

 Saudade e Adeus

 

Dinheiro e Amor...

 

 

DINHEIRO E AMOR - CHICO XAVIER   Diante do bem, não pronuncies a palavra "impossível".

Certamente, sofres a dificuldade dos que herdaram a luta por preço das menores aquisições. Ainda assim, lembra-te de que a virtude não reside no cofre.

Onde encontrarias ouro puro a fazer-se pão na caçarola dos nossos irmãos menos felizes?

Em que lugar surpreenderias frágil cobertor tecido de apólices para agasalhar a criança largada ao colo da noite?

Entretanto, se o amor te faz lume no pensamento, arrebatarás à imundície a derradeira sobra da mesa, convertendo-a no caldo reconfortante para o enfermo esquecido, e farás do pano pobre o abrigo providencial em favor de quem passa, relegado à intempérie.

Uma garganta de pérolas não emite pequenina frase consoladora e um crânio esculpido de pedras preciosas não deixa passar leve fio de ideação.

Todavia, se o amor te palpita na alma, podes falar a palavra renovadora que exclui o poder das trevas e inspirar o trabalho que expresse o apoio e a esperança em favor de muita gente.

Respeita a moeda capaz de fazer o caminho das boas obras, mas não esperes pelo dinheiro a fim de ajudar.

Hoje mesmo, em casa, alguém te pede entendimento e carinho e, além do reduto doméstico, legiões de pessoas esperam-te as demonstrações de fraternidade e compreensão.

Recorda que a fonte da caridade tem nascedouro em ti mesmo, e não descreias da possibilidade de auxiliar.

Para transmitir-nos semelhante verdade, Jesus, a sós, sem finança terrestre, usou as margens de um lago simples, ofertou simpatia aos que lhe buscavam a convivência, confortou os enfermos da estrada, falou do Reino de Deus a alguns pescadores de vida singela e transformou o mundo inteiro, revelando-nos, assim, que a caridade tem o tamanho do coração.

Psicografado por Chico Xavier pelo espírito de Meimei.

 
  Anterior Retornar Para Chico Xavier

Próxima

 
 

 

   

 

SIGA O SAUDADE E ADEUS NO TWITTER

Siga o Saudade e Adeus no Twitter

 
 

 

 

 

A caixa de comentários só poderá ser visualizada corretamente se você estiver usando os navegadores Mozilla Firefox ou Google Chrome.

 

 

 

Fernandez - Orsty - 31/03/2010 - 22:38 h.

Olá Rosana querida!
Realmente a caridade deve partir de nós.
Parabéns por trazer este adorável e iluminado texto do Chico.
Beijo no coração,

Fernandez.


Edilene - Mensagens Diversificadas - 31/03/2010 - 23:38 h.

Ótima indicação.
Li tudinho...
:)


Francisco Castro - Blog de Francisco Castro - 01/04/2010 - 07:39 h.

Olá!

O amor deve ser a base de tudo. O amor é o construtor da paz, da vida, da liberdade e da felicidade. O dinheiro é a conseqüência de trabalho e esforços. O dinheiro não pode sobresair em relação ao amor.

Abraços.


Príncipe Encantado - Mensagem Para Nós Dois - 01/04/2010 - 07:45 h.

Muito lindo.
"Respeita a moeda capaz de fazer o caminho das boas obras, mas não esperes pelo dinheiro a fim de ajudar".
Dizer mais o quê?
Abraços forte.


Diego - Ultrapassando Barreiras - 01/04/2010 - 09:07 h.

Adorei o texto. E digo também que, é como diz a tal "lei do retorno". Se você dar carinho e entendimento, receberá de volta.
Bjs.


Beth Muniz - Blog da Beth Muniz - 01/04/2010 - 18:16 h.

Olá Rosana,
Feliz Páscoa!
Pois é...
O mundo está ficando cada vez mais materialista. As pessoas buscam freneticamente o "ter" ao invés do "ser". O grande desafio é poder equilibrar esta relação e sobreviver sem sofrimentos.
Eu creio, que no momento, esta é a grande doença da humanidade: a falta de clareza sobre o "ser".
É difícil, mas não impossível.
Um abraço.


João Poeta - Poesias do João Poeta - 01/04/2010 - 21:24 h.

Oi, Rosana!
A falta do dinheiro não nos impede de fazer o bem ao próximo, se soubermos doar o coração nas ações do silêncio, da paciência, da compreensão, da indulgência e do perdão das ofensas, reconciliando com os nossos possíveis desafetos.
Namastê!
João.



Elaborado e Idealizado por Rosana Madjarof - Todos os Direitos Reservados - Política de Privacidade